Um pouco sobre as posturas invertidas do Yoga e seus benefícios

Leitura: 3 min

Sempre que praticamos alguma atividade física, é importante entender de que forma aquele exercício está movimentando nosso corpo, quais os benefícios e cuidados para realização daquela ação. Hoje falaremos sobre as posturas invertidas na Yoga!

Todo mundo já ouviu alguém dizer “minha vida virou de cabeça para baixo”.

Esta frase popular tem um significado familiar a todos nós.

Em outras palavras, quando tudo muda, de repente, podemos sentir medo, alguma dificuldade, ansiedade ou mesmo inquietação.

Estar de cabeça para baixo na Yoga faz parte e é recomendado. Com a prática, aprendemos a estar alí, de forma tranquila, olhando o mundo sob outro ângulo, ampliando nossa percepção e vivenciando o novo.

Os Asanas invertidos da Yoga são todos aqueles nos quais a cabeça fica abaixo do nível do coração e/ou os pés, acima do nível do quadril.

Dentre as mais comuns estão:

  • Adho Mukha Shvanasana (Cachorro olhando para baixo)
  • Uttanasana (Postura do alongamento intenso)
  • Viparita Karani (Postura da Ação invertida)
  • Salamba Sarvangasana (Popularmente conhecidacomo postura da Vela)
  • Salamba Sirsasana (Postura com apoio da cabeça)
  • Adho Mukha Vrksasana (Popularmente conhecida como “Parada de mão”)
  • Halasana (Postura do Arado)
  • Setu Bandha Sarvangasana (Postura da Ponte).

Energia e Vitalidade

Cada uma delas tem seus benefícios particulares, mas de forma geral, trazem energia porque desafiam os sistemas e órgãos do corpo a trabalharem contra gravidade.

O processo de desintoxicação do organismo também se beneficia na medida em que os órgãos vão sendo estimulados, e se tornam mais eficientes.

É por isto que as posturas invertidas são conhecidas por serem rejuvenescedoras.

Elas representam um verdadeiro desafio ao funcionamento lógico e regular dos nossos órgãos. 🙃

Calma e estabilidade

Importante dizer que o começo será sempre desafiador.

A princípio, sentiremos medo, insegurança, excitação, etc.

Afinal, não estamos acostumados a nos equilibrar e ficarmos de cabeça para baixo.

Conseguir permanecer em uma postura invertida com estabilidade, exige foco, força, respiração consciente, consciência corporal e calma.

Mas com determinação, prática constante e orientação de um instrutor qualificado, desenvolveremos essas qualidades, incorporando-as, naturalmente.

E quando, efetivamente, estamos em uma postura invertida, nos conhecemos um pouco mais e experimentamos sensações até então desconhecidas.

Confiança

Conseguir, enfim, realizar e manter-se em uma postura invertida avançada como Adho Mukha Vrksasana (parada de mão) trará uma onda intensa de energia.

Você se sentirá vivo, capaz de realizar coisas que jamais imaginou e essa confiança, de alguma forma, contagiará toda dinâmica da sua vida.

É importante dizer que para todas as posturas invertidas mais desafiadoras (ex: Salamba Sirsasana, Salamba Sarvangasana, etc) existem variações com apoios para iniciantes e praticantes de diferentes níveis, e os benefícios também serão gradualmente percebidos.

Considerações finais <3

Praticar inversões é para todos!

Existem posturas mais calmantes e restaurativas como a Viparita Karani, que evita a estagnação na parte inferior do corpo e é excelente após longos períodos sentados ou ociosos.

Setu Bandha Sarvangasana (ponte) apoiada sobre um bloco ou bolster é outra opção calmante, boa para estimular a digestão. Ou Uttanasana , ótima postura para oxigenar o cérebro, alongar a lombar e as partes posteriores das pernas.

Setu Bandha Sarvangasana – inversão restaurativa com blocos

Enfim, é sempre importante buscar informação em fontes confiáveis, entender e sentir oque funciona para você.

Inversões são contraindicadas para quem tem pressão alta ou baixa, glaucoma e para mulheres que estão menstruando (neste caso, devido à inversão do fluxo natural da menstruação).

Durante a gestação também não é recomendado. Neste caso, pergunte ao seu médico quais as limitações e implicações, mesmo que você seja uma praticante muito experiente.

Neste outro artigo falamos listamos algumas dicas para uma prática segura de yoga, caso tenha interesse. 🙂

Por fim, lembre-se sempre de honrar seu processo, agradecer o seu corpo por tudo que ele faz e ser gentil consigo mesmo(a) nessa jornada; afinal, o objetivo é  nos sentirmos bem e curtirmos cada momento.

Esperamos, com esse texto ter inspirado você a praticar (ou aprofundar sua prática) das posturas invertidas na Yoga.

Com carinho,

Om Joy

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket
Adriana Mattos

Adriana Mattos

Iniciou seu contato com temas ligados à saúde e espiritualidade em 2015, quando começou a estudar Mindfulness, Budismo e praticar meditação. Desde essa época, vem se dedicando a aprofundar seus conhecimentos em diversos assuntos ligados à saúde, bem-estar, religiões e espiritualidade. Teve fortes imersões e experiências através dos retiros que fez. É Reikiana e instrutora de Yoga (formação pela Byron Yoga Centre) e Meditação. Apaixonada por todo esse universo, tem uma busca sincera pelo autoconhecimento e por ser uma presença cada vez mais benéfica para si e para o entorno.

Cupom de desconto OM JOY!

12%

de desconto

Para usar em nossa loja virtual!

Horas
Minutos
Segundos

Insira Agora seu e-mail e destrave o cupom!

Aqui esta seu cupom!

Copie e cole no carrinho de compras do site

				
					OMBLOG12
				
			

compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no telegram